Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

WR – Mão-de-Obra Temporária WR Recursos Humanos - Notícias

27/10/2017 Voltar

Gestão de experiência digital ainda não está nos planos de sua empresa? Deveria

Foto: Banco de Imagens

As empresas com foco digital estão constantemente sob pressão para lançar novas aplicações e serviços digitais. Como resultado, muitas delas estão adotando práticas de DevOps para acelerar a disponibilidade desses apps e serviços no mercado. Embora isso pareça ótimo para o negócio, os lançamentos acelerados geralmente geram problemas de desempenho. Considere que 45% das organizações relatam que os níveis de serviço têm degradado à medida que aumentam as taxas de mudança.

No mínimo, as soluções gerenciamento de experiência digital (DEM, sigla do inglês Digital Experience Management) devem fornecer análises e diagnósticos preditivos para ajudar as equipes DevOps a identificar e solucionar problemas de erros no início do ciclo de desenvolvimento. Como os números mostram que corrigir erros durante o projeto é 15 vezes mais barato do que fazer a correção no teste, e 100 vezes mais barato do que abordá-los na produção, essa capacidade não é apenas crítica para garantir um melhor desempenho após a liberação, também é uma tremenda forma de redução de custos para a empresa.

As soluções mais proativas de DEM fornecem informações sobre a satisfação e a adoção dos usuários, contribuindo dessa forma, para que as equipes do DevOps possam priorizar melhor seu roteiro de desenvolvimento e esforços de melhoria, bem como medir o impacto comercial de suas aplicações.

Mas é importante deixar claro que o desempenho começa e termina com a visibilidade. Você simplesmente não pode medir, gerenciar ou melhorar o que não pode ver ou entender. E com a crescente adoção de serviços de nuvem de terceiros e mais aplicações que se deslocam para, através ou nascido na nuvem, não há dúvida de que a visibilidade se tornou ainda mais desafiadora.

Qualquer estratégia de sucesso de DEM deve incluir uma solução integrada para monitorar e gerenciar a nuvem. Ainda, essas soluções também devem fornecer a visão mais crítica para o gerenciamento eficaz dessas experiências digitais: dados de desempenho correlatos entre aplicativos, redes e infraestrutura —dentro e fora da nuvem — e dispositivos de usuário final. As equipes de TI trabalham com os mesmos dados de alta definição, resultando em resolução de problemas de forma mais rápida.

Estratégias mais holísticas de DEM incluem tecnologias como o SD-WAN —ou rede de longa distância definida por software — e a otimização de WAN para virtualizar ou definir funções de gerenciamento de rede definidas pelo software e melhorar o desempenho do serviço. Essas tecnologias permitem aceleração de aplicativos, roteamento de rede inteligente e aplicação centralizada de regras de negócios, políticas de segurança e acordo de nível de serviço (SLA) de desempenho.

Para a maioria das empresas, a criação de valor digital assume a forma de novas oportunidades de mercado, clientes leais, operações comerciais simplificadas e aumento da produtividade dos funcionários. A gestão de experiência digital, como prática ou como um conjunto de soluções de tecnologia, não cria esse valor comercial. Em vez disso, ela permite, mede, melhora e protege.

Uma pesquisa realizada pela EMA neste ano, constatou-se que os dois principais casos de uso mais ativos para DEM incluíram impacto comercial (71%) e desempenho (76%), seguido de gerenciamento de mudanças, design de aplicativos, produtividade do usuário final e uso de serviços. As soluções de DEM devem, idealmente, abordar todos esses casos de uso, fornecendo métricas técnicas e empresariais para ajudar as organizações a entender o impacto financeiro de seus investimentos digitais.

O desempenho digital afeta a saúde comercial, influenciando tudo, desde a reputação da marca até o desempenho das ações para a fidelidade do cliente.

A jornada digital começa com o reconhecimento de que o banco digital é importante para o futuro e requer uma organização de tecnologia diferente, assim como uma plataforma de entrega diferente. Ou seja, uma maneira diferente de fazer negócios para se ter sucesso.

Não deixe o sucesso da sua jornada digital por conta da sorte. Abrace plenamente a gestão de experiência digital para entender e otimizar o planejamento, design, entrega e consumo de aplicativos. O futuro da sua empresa também depende disso.

Fonte: Computerworld

Todos os direitos reservados - © 2010
Página Inicial| Institucional| Serviços| Vagas Disponíveis| Cadastre seu Currículo| Notícias| Contato
RGB Comunicação